A Comunidade Islâmica de Lisboa (CIL) foi constituída em 1968, (Diário do Governo, nº 83, III Série, de 6 de Abril de 1968) por um grupo de jovens estudantes muçulmanos, oriundos das ex-colónias, que na altura se encontravam a estudar aqui em Portugal, nomeadamente em Lisboa.

Nessa época sentiram a necessidade de formarem uma associação, onde pudessem reunir-se e principalmente fazerem as suas orações em conjunto.

Mas, ainda antes da constituição da comunidade, mais precisamente em 1966, uma comissão composta por 10 elementos (5 muçulmanos e 5 católicos), solicita à Câmara Municipal um terreno para a construção de uma Mesquita (propõe-se hiperlink para o tópico Mesquita).

No entanto, só após o 25 de Abril, mais precisamente em Setembro de 1977 é que foi aprovada a proposta de cedência de um terreno situado na Avenida José Malhoa.

A cerimónia de lançamento da primeira pedra teve lugar em Janeiro de 1979 e a inauguração da 1ª fase da construção da Mesquita, a 29 de Março de 1985.

No dia 22 de Junho de 2001, a Câmara Municipal de Lisboa atribuiu o nome Rua da Mesquita, à rua que passa em frente da Mesquita, a pedido da Comunidade Islâmica.

Esta cerimónia teve a presença de Sua Alteza Real o Príncipe Salman Ben Abdelaziz da Casa Real Saudita, bem como de altas personalidades nacionais e Embaixadores acreditados em Portugal.

A construção da Mesquita foi possível devido à ajuda de alguns países islâmicos, nomeadamente Arábia Saudita, Kuwait, Emiratos Árabes Unidos, Líbia, Jordânia, Irão, Egipto, Omã, Paquistão, Líbano, Turquia bem como o auxílio de muitos muçulmanos e não muçulmanos, que contribuíram com fundos.

Deve-se realçar o apoio dado pelos Presidentes da Câmara Municipal de Lisboa, Eng.º Aquilino Ribeiro Machado, Eng.º Kruz Abecassis, Dr. Jorge Sampaio e Dr. João Soares e mais recentemente o Dr. Pedro Santana Lopes e o Dr. Carmona Rodrigues.

Pesquisar