hac kabe 48 jpg 26032009133107

É a mesquita sagrada para milhões de muçulmanos. Para ela se voltam nas suas orações (Salah) – Quibla -  e para ela, inclusive, se dirigem na peregrinação (Hajj).

A sua história remonta à época de Abraão e Ismael que a construíram. Mas há historiadores que afirmam ter sido SET (Chit), o filho de Adão, quem primeiro construiu, substituindo uma tenda onde Adão fazia as suas orações.

A Kaaba é o motivo fundamental do nascimento da cidade de Makkah (Meca), que se desenvolveu sobre bases religiosas.

Desde os primórdios da história do ser humano, a Kaaba tornou-se no primeiro santuário da fé monoteísta. É a primeira edificação sobre a face da terra, que se destinou exclusivamente para ser a Casa dos Cultos a um Deus único.

De acordo com o Alcorão, Capítulo 3, versículo 96 “Na verdade a primeira Casa (para a Adoração a Deus) erigida para o Género Humano foi a de Bacca; Um lugar de bênçãos e de orientação para a humanidade”. Bacca refere-se a Makkah (Meca).

A tribo de Jurham, vinda do Iémen, foi a primeira que cuidou da Caaba. Depois foi zelada pela tribo Cuza’a e muito depois pela tribo Coraich.

Meca atinge uma fase de grande importância no século V da era cristã. Cresce económica e militarmente na época de Hachem, bisavô do Profeta Muhammad, tornando-se no maior centro comercial de toda a Arábia.

O primeiro coraichita que ascendeu à liderança de Meca foi Cuçay.

Um dos sobrinhos de Hachem, de nome Omaya Bin Abd Chams, tentou derrubar o seu tio Hachem, para assumir o posto, mas fracassou. Exilou-se então nas terras de Damasco, onde por lá permaneceu por mais de uma década.

Detecta-se aqui a origem de uma rivalidade que foi crescendo a cada geração e que atingiu o ponto mais alto no confronto entre Abu Sufian, neto de Omaya, e Muhammad, neto de Hachem, antes do Estado Islâmico.

Essa rivalidade continuou, mesmo depois do advento do Islão e da consolidação do Estado Islâmico e se traduziu nos confrontos militares havidos entre Muauia e Ali Bin Abu Taleb, tendo assumido proporções trágicas entre Yazid, filho de Muauia e Hussain, filho de Ali, quando se deu a terrível chacina de Karbala, no ano 61 da Hégira (664 A.D.).

Deste modo se explicam algumas das raízes e das origens, pelo menos históricas e políticas das duas vertentes islâmicas: Xiismo e Sunismo.

A Caaba tinha originalmente as seguintes dimensões: altura - 7 metros; comprimento - 23 metros; largura - 17 metros; espessura - 5 metros. Nesta construção original não havia porta nem tecto.

Nos primórdios, os árabes santificaram a Caaba, por considerá-la a Casa de Deus. No seu interior era proibido qualquer acto de violência, quer em relação ao homem e mesmo aos animais.

Todos os árabes peregrinavam à Caaba em consagração a Deus. Haviam outros povos tais como: indianos, persas, judeus, entre outros que também fazem esta peregrinação.

Antes do advento do Islão os árabes adoravam a Pedra Preta, mas o islamismo aboliu toda e qualquer espécie de adoração que não de dedicasse única e exclusivamente a Deus.

Como a Caaba constituía uma boa fonte de receitas para Meca, vários chefes tribais pensavam conquistar Meca, sendo que o primeiro a tentar foi Tuba’e no ano de 40 A.D. mas, ao chegar, desistiu de destruir a Caaba ao ter acreditado na sua sacralidade e mandou confeccionar a primeira cobertura da Caaba, além de ter mandado colocar uma porta.

Na época do Profeta Muhammad, a Caaba tinha uma cobertura branca, mandada confeccionar no Egipto.

Por cinco vezes a Caaba foi construída e reconstruída:

  • 1ª - Pelo filho de Adão, Set (Chit);
  • 2ª - Por Abraão e seu filho, Ismael;
  • 3ª - Por Coraich, cinco anos antes da missão apostólica de Muhammad;
  • 4ª- No ano de 64 da Hégira (688 A.D.), foi restaurada por Ibn Al Zubair, em consequência de um incêndio;
  • 5ª - Pelo Califa omíada: Abdel Malic Bin Maruan, no ano de 74 da Hégira (697 A.D.).

Actualmente são as seguintes as dimensões: altura - 15 metros; comprimento - 12 metros; largura - 10,30 metros. A porta está a dois metros do chão. A Pedra Preta está a um metro e meio. No seu interior as paredes e o piso estão revestidos com mármore e há três colunas de madeira

Um facto curioso e impressionante é que nenhuma ave sobrevoa a Caaba nem ali pousa.

O espaço aéreo de Meca está interdito a qualquer voo. 

Pesquisar